Guia pessoal para conversas políticas

Antes de discutir política com alguém, sempre tento lembrar:

1. A outra pessoa tem tanto direito à sua opinião e à sua voz quanto eu, minha opinião e minha voz não são melhores do que a outra pessoa,

. A outra pessoa não quer (intencionalmente) destruir o país: todos queremos alegria, segurança, conexão humana significativa,

3. Eu não sei como foi a vida da outra pessoa, que traumas ele sofreu, que experiências levaram à sua escolha,

4. Dado que não há alternativa para matar ou expulsar pessoas com opiniões inaceitáveis ​​minhas, só posso aceitá-las ou, no período eleitoral, convencê-las

5. Uma pessoa não está convencida de nada, acusando-o de más intenções ou imputando-lhe identidades ("Você é!"), Publicamente ou exclusivamente,

. O primeiro passo para convencer uma pessoa é ouvir o que ela deve dizer e abrir-se à sua cosmovisão, aceitar suas experiências e entender suas razões,

. Meu objetivo é inclusão, não exclusão; atração, não repulsa; encontrar pontos de convergência, não divergência

8. Se tudo mais falhar, repita para mim o primeiro mantra: "A outra pessoa tem tanto direito à sua opinião e à sua voz quanto eu, minha opinião e minha voz não são melhores do que a outra pessoa".

Um debate eleitoral frutífero só pode acontecer por causa da Atenção e Cuidado: suponha que a outra pessoa queira cuidar do Brasil tanto quanto eu e ouça atentamente o que ela tem a dizer.

* [*]

regras pessoais, em fluxo constante. Aqueles que consideram sensato e querem assumir se sentir livre.

Depois de passar o texto entre pessoas gentis, muitos deles discordam fortemente do outro. Em resposta, respondi abaixo:

* * *

Todo mundo quer o melhor para o Brasil

Uma pessoa que defende propostas políticas que parecem me odiar é, evidentemente, de uma

Eu acho que suas ideias Tornar o Brasil um lugar melhor vai realmente torná-lo um lugar melhor.

A diferença é que temos ideias muito diferentes sobre como tornar o Brasil um lugar melhor.

Mas, do ponto de vista dela, idem: Minhas ideias para tornar o Brasil um lugar melhor para ela farão do Brasil um lugar pior.

Pode ser muita conversa e muito disso.

Se a outra pessoa não quiser diálogo (e ela tem o direito de se recusar a falar comigo), e dado que eu não posso matá-la, vou expulsá-la.

Naturalmente, o diálogo discute as intenções de ambas as partes. ela, com suas opiniões diferentes das minhas, mas Mas se eu supor que ela tem opiniões de ódio e inaceitável para mim, ela quer fazer do Brasil um lugar pior, então quem se coloca no fim, a partir da possibilidade de

não sabem o que querem e o que sabem. Quando eles fazem, eles não podem formular verbalmente. Quando podem, não ousam porque têm vergonha porque querem agradar porque se magoariam para machucar alguém.

Ainda neste caminho áspero e desmoronando nós passamos pela vida, buscamos felicidade e segurança, sempre privados de alguma forma de conexão

As três promessas da ordem Zen Peacekeepers

Eu sou parte disso. Hoje, ao meio-dia, repito nossas três promessas:

– Pratique o não-conhecimento, dê conhecimento prévio

– Estar presente na alegria e no sofrimento nunca se volta

saber, abrir mão de garantias, "não significa abandonar nosso conhecimento, mas apenas nossa conexão com eles.

– Atuar com amor segundo estas duas posições. admitir isso e esse apego muitas vezes nos impede de experimentar a realidade como ela é. Aquele que acredita que sabe, não vê, não aprende, não ouve: a atenção só precisa ser para o outro, mesmo para todo o peso em que o colocamos.

A segunda promessa de "estar presente na alegria e no sofrimento nunca se volta" significa ver a outra pessoa sem separação e sem negação, sem julgamento e sem análise, sem objetos e sem objetos. É estar de um modo completo e destemido, aberto ao que aceita a realidade atual, preservando a vulnerabilidade da outra pessoa ou êxtase, dor ou alegria.

Já a terceira promessa "agir amorosamente, de acordo com essas duas posições", é a consequência lógica e necessária das duas primeiras: se eu puder me afastar do meu conhecimento e habitar plenamente o momento presente, a ação correta vem, tanto amorosa e política, a ser revelada. 19659010] O processo de iluminar as três promessas de nossas vidas diárias pode ser difícil e recompensador, inspirador e assustador. O primeiro passo é reconhecer a enormidade do nosso não-conhecimento. Assim, perdemos a profunda segurança de nossas opiniões. Sem essa segurança, não nos sentimos mais tão convencidos e damos opiniões sobre a vida dos outros. Sem julgar e sem comentar, nossas interações humanas tornam-se menos violentas, invasivas e autocentradas. Agora nós simplesmente pudemos estar lá, com outra pessoa em direções completas e abertas, não mais como juízes que julgam tudo ou como um professor que aconselha a todos, mas apenas como pessoas que podem ouvir e aceitar, acolher e abraçar

Long de promover alienação e conformismo, estar presente na alegria e dor de outras pessoas a partir de uma atitude de não-conhecimento nos permite encorajar-nos a agir mais efetivamente no mundo e mais generosamente, menos egoísta e

] São oportunidades artísticas, polifônicas e interativas, improvisadas e colaborativas onde praticamos escuta e atenção, generosidade e cuidado, e exploramos as fronteiras e oportunidades da comunicação cotidiana: sobre o que falamos, como falamos, sobre o que estamos falando

de uma série de textos que eu escrevi desde 2002 e tento mapear todas as prisões de processos cognitivos que abraçam o nosso pensamento: Verdade, dinheiro, trabalho, privilégio, monogamia, religião, obediência, sucesso, conhecimento, felicidade, auto-suficiência, patriotismo e os maiores I. Em 19659010, as prisões discutiram a atenção participantes. Hoje, as reuniões servem para treinar esses exercícios e para atender o mais próximo em um processo que só pode enfrentar, olhos e olhos feridas.

Ninguém é forçado a falar: todos os números são voluntários.

Assine o boletim informativo de Alex Castro

Para assinar

Para assinar o boletim informativo de Alex Castro

Para assinar: Alexcastro.com.br/assine

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *